Arquivo EFICIENTE, ferramenta para negar créditos rápidos. Por ocasião do Dia Internacional do Jogo Responsável, o Ministro do Consumo, Alberto Garzón, apresentou o Arquivo EFICIENTE, uma ferramenta para negar créditos rápidos aos jogadores online.

Esta ferramenta foi desenvolvida pela Federação Espanhola de Jogadores de Jogo Reabilitados (FEJAR) e pela Associação Espanhola de Fintech e Insurtech (AEFI). Encontra-se actualmente numa primeira fase de desenvolvimento e prevê-se que esteja pronto antes do final do ano.

O arquivo EFFICIENT, ferramenta para negar créditos rápidos, busca proteger os jogadores e aumentar a segurança nos jogos de azar. O aplicativo é para uso pessoal e é totalmente gratuito. O cadastro é voluntário e, uma vez cadastrado o usuário, as instituições financeiras negam qualquer tipo de crédito caso este o solicite. Com a criação desse novo sistema de cadastro, pretende-se evitar o endividamento do jogador ao buscar formas de financiamento em momentos críticos.

Regulamento do jogo

O ato ocorrido na Direção Geral de Regulação do Jogo visa erradicar os problemas derivados do jogo. Nos últimos anos e com a proliferação dos casinos online e das casas de apostas, o jogo cresceu consideravelmente em Espanha. Atualmente e de acordo com dados oficiais do governo, o jogo afeta 0,4% da população. Tem principalmente consequências negativas para a população mais jovem e outros grupos vulneráveis. É por esta razão que o Governo se propôs regulamentar de forma mais rigorosa as bases do jogo físico e online.

Entre as medidas propostas por Alberto Garzón está a proibição de campanhas onde são divulgados bônus com o objetivo de conseguir novos usuários ou reter usuários já cadastrados. No final de 2019, o PSOE e o Unidas Podemos acordaram que o valor máximo do Bónus de Boas-Vindas deverá ser de 200 euros. No entanto, ontem foi proposto limitar a 100 euros.

Arquivo EFICIENTE, ferramenta para negar créditos rápidos

Arquivo EFICIENTE, ferramenta para negar créditos rápidosPara combater o jogo entre os jovens, o Governo prevê controlos de acesso mais rigorosos. Espera-se que os estabelecimentos tenham catracas ou acesso por impressão digital. Caso existam menores de idade no local, as coimas variam entre os 9.000 e os 600.000 euros. Uma medida que já está em vigor nas Comunidades Autónomas de Aragão, Castilla La Mancha ou Catalunha.

Nas últimas semanas, o Governo tem vindo a anunciar diferentes medidas para resolver o problema do jogo em Espanha. Assim, ficou estabelecido que os estabelecimentos de jogo não podem estar próximos de escolas ou hospitais. Também serão definidos os horários em que os operadores de jogos de azar poderão anunciar. Assim, a publicidade fica restrita a um horário de madrugada, das 13h às 17h. Ou elimine os cartões de crédito em cassinos físicos ou online.

Novo código de anúncio para cassinos